Post 1 – 3/3 – Pequenas grandes mudanças na educação

Gostaria de começar essa parte um pouco mais teórica do post com um assunto que sempre me intrigou e é um dos motivadores deste site. Em diversas ocasiões, durante o ensino fundamental e médio eu me questionava: “Por que é que estamos aprendendo este conteúdo? Onde isso poderá ser útil?” e esse tipo de questionamento retornou, em algumas outras ocasiões, principalmente no ambiente profissional quando senti a falta de alguma técnica ou ferramenta e eu não lembrava de ter tido a oportunidade de ter aprendido sobre aquele tema nos ensinos anteriores.

Junto com isso vem outro tipo de reflexão sobre o quanto tínhamos que passar horas e horas estudando para resolver uma prova, tirar uma nota suficientemente boa para ser considerado como aprovado, mas horas após a realização da prova, sequer recordava do conteúdo aplicado. Sem contar o comportamento perverso que esse método de avaliação gera (quem nunca trocou respostas com os colegas de sala, não é mesmo?!).

Esse tipo de questionamento é feito também por outras pessoas e já vemos, inclusive, algumas escolas e instituições aumentando e alterando seus leques de cursos/matérias disponíveis, fugindo um pouco do padrão instaurado a tantos anos atrás.

Já ouviu falar sobre lógica e a arte de desvendar enigmas?
Vou deixar esse link aqui sobre alguns enigmas antigos russos (você provavelmente já se deparou com algum deles!)

Aprofundando um pouco sobre essas possíveis mudanças e relacionando um pouco mais com a área de tecnologia, acredito muito que a lógica, como matéria, deve estar presente nas escolas.

Vejo a lógica como uma das chaves para o desenvolvimento profissional, independentemente da área que trabalhamos. Normalmente, em nosso ambiente de trabalho – e principalmente se seu trabalho estiver relacionado a área de exatas – precisamos entender resultados (normalmente valores/$, quantidades, indicadores, etc.) de processos/eventos.
Destes processos precisamos validar/procurar por problemas nesse sistema, quais os tipos de solução podemos tomar para solucionar e dar andamento até a solução total.

Consegue pensar em alguma matéria de nosso ensino (desde o fundamental até o término do ensino médio) que nos direciona sobre as etapas acima? – A lógica irá te ajudar e muito com todas essas etapas do processo que citei acima!

Aproveito, para nessa etapa inicial do post, mostrar para vocês dois exemplos de inovações na educação:

  • Pedagogia Waldorf – É uma linha educacional criada por volta de 1920 e já implantada em mais de 80 países. Nos primeiros anos de ensino visa preparar o lado emocional das crianças através de brincadeiras ao ar livre e jogos.
    Após isso, aos 7 anos, são iniciadas algumas matérias do currículo educacional oficial e também a algumas que visam desenvolver capacidades de pensar/solucionar e sentir, sempre com autonomia e independência, explorando matérias como música, teatro, dança, pinturas, entre outras . Ficou interessado? Você pode encontrar um pouco mais sobre aqui!
  • Happy Code – Conhece alguma criança que gosta de computadores/tecnologia e quer testar sua aptidão com programação? A Happy Code é uma escola de tecnologia, com a educação voltada para crianças de 5 a 17 anos. Possui cursos que variam desde “Scratch Jr” (uma linguagem de programação totalmente visual para crianças que ainda não sabem ler) até mesmo criação de jogos ou robótica com lego para crianças mais velhas. Já imaginou que incrível?!

Espero que tenham curtido essa primeira série de posts, que eles tenham sido úteis de alguma forma ou que tenha ao menos gerado uma “pulga atrás da orelha” sobre algum dos temas conversados.
Um dos meus objetivos é tornar o ensino mais acessível e com certeza já vai ter valido muito a pena se eu tiver conseguido agregar algo para ti.

Aproveito também para introduzir a vocês o próximo escritor desse site que será o Alexandre Félix Jr. (Instagram e LinkedIn), um irmão que a vida me deu e que temos a oportunidade de trocar muito conhecimento entre nossas áreas e evoluirmos juntos.
Segue alguns posts do rapaz, sobre temas que conversamos no passado e que podem começar conectar vocês a ele:

Fiquem a vontade para enviar dúvidas, sugestões ou até mesmo me chamarem para conversar sobre algum dos temas!

Nos vemos em breve com mais posts!